21/09/2009

BEM VINDO (a)


Este Blog foi criado com o intuito de informar aos que tem curiosidade e interesse de saber o que a Escola Tradicional deixou de nos mostrar.

Ao acompanhar os textos, estará abrindo sua mente para uma realidade que muitos ainda não têm conhecimento, mas, que está entre nós desde o começo.

As Postagens seguem um raciocínio, sendo recomendado começar a leitura pela mais antiga, abaixo os títulos em sua seqüência:

  • O Pulsar da Galáxia - O Mistério de 2012;

  • Transição Planetária;

  • Aceleração do Tempo;

  • O Alinhamento Galáctico de 2012;

  • Inclinação do Eixo da Terra;

  • Aquecimento Global,

  • DESPERTAR

Recomendamos a visita aos Blogs de seqüência:

http://frequencia-2.blogspot.com
http://frequencia-3.blogspot.com
http://frequencia-4.blogspot.com

Indicamos também:


http://mental-1.blogspot.com
http://mental-2.blogspot.com
http://mental-3.blogspot.com
http://mental-4.blogspot.com

Para maiores informações, mande um e-mail: pesq_ufologica@ymail.com

Boa leitura!
Equipe do Blog Na Freqüência.

DESPERTAR


Muito tem se passado na vida das pessoas. Nossas realidades estão alteradas, muitos não encontram mais sentido sobre o que fazemos em meio à sociedade, esta por sua vez não suporta a estrutura que busca construir para sustentar as exigências e necessidades básicas de vida.

Os dias têm nos deixados cansados, parecendo não se adaptar mais a atualidade. E as noticias não tem nos mostrando realmente o que esta acontecendo, por mais que diversas informações venham diariamente.

Os acontecimentos são claros somente para aqueles que querem realmente ver alguma coisa e retirar a venda que foi nos posta nos olhos e em todos os outros sentidos. Fica fácil analisar depois de refletir um pouco sobre o contexto que nos envolvemos.

Conhecimentos bases nos são negados desde infância, o funcionamento de nós mesmo é posto de lado, sendo esquecido de educar o humano sobre quem é ele.

A alimentação é criada e difundida de forma a quase atrofiar nosso raciocínio, deixando o organismo saturado de toxinas que impedem um melhor desenvolvimento. É-nos negado (pelo menos para uma grande parte), nosso lado energético, responsável por importantes estímulos e equilíbrio total de um ser humano saudável e consciente.

O simples manejo de nossos próprios pensamentos, desejos e vontades para a criação daquilo que elaboramos, foi colocado ao longo dos séculos como algo ridículo e impossível, sendo que é de nosso total alcance.

A ciência já consegue vislumbrar e busca entender cada vez mais a forma multidimensional do universo e de nós mesmos. Debatendo teorias e gerando interessantes pesquisas no campo quântico. Ao mesmo tempo é jogada uma incógnita sobre a relação dos humanos com tudo o que existe fora de nosso Planeta, visitas e fenômenos deixam a duvida para ser avaliada.

Muito tem acontecido, são diversos fatores que se jogados aleatoriamente podem não fazer conexão a primeira vista, independente de como iremos entender eles são tudo peças do mesmo quebra-cabeça.

O momento para quem quiser é de recuperação de todo o tempo que foi perdido em tentativas de manipular ou tirar o estimulo do desenvolvimento Mental que é nosso. Para quem tem interesse de acordar aquelas capacidades que nos fazem conscientes, este seria o momento, pois, todo o cenário aponta para a mudança que deverá ser a princípio interior, gerando o primeiro passo para uma mudança total, de uma pessoa bloqueada em muitos sentidos para alguém desperto e conhecedor do meio.

Para isso é necessário o treino junto com o estudo de tudo que o nos foi “negado” por muitos anos. Se buscares o seu real desenvolvimento Mental e Consciência de si, com certeza encontrará. Lembrando que isso não será ninguém a lhe dar, mas você mesmo (a) a conseguir. Tudo é questão de Auto- Desenvolvimento.

Então, você quer despertar? Acordar para ver e entender o meio em que vive?

A certeza de uma resposta positiva é clara, então vamos continuar e visitar o próximo Blog.




Agora que finalizou a leitura do último texto do Blog Na Frequência, clique no link abaixo e continue a acompanhar a seqüência nos sites seguintes!

AQUECIMENTO GLOBAL


O aumento da temperatura está ocasionando um grande degelo nas calotas polares. De 27 picos nevados que existiam na Espanha, atualmente existem apenas 13 e os poucos que sobraram no mundo já estão extremamente reduzidos.

Há 03 décadas, a camada de gelo diminuía em ritmo constante de 8% ao ano e em 2005 a camada de gelo ficou 20% menor em relação à de 1979, redução equivalente à soma dos territórios da França, Alemanha e Reino Unido.

Com este degelo, o nível do mar subiu e os furacões estão mais fortes devido ao aquecimento da águas, tendo como exemplo o Furacão Katrina que destruiu Nova Orleans.

Além de intensificar os movimentos climáticos em alguns pontos em outros que não sofriam certas tormentas passam a ter sua realidade posta com o incerto. No caso do Brasil, ciclones passaram a fazer parte de nossa condição climática de forma não tão rara. Acontecendo também, tempestades cada vez mais fortes que trazem bastantes prejuízos.

A ONU estima que o nível do mar suba cerca de 1 metro até o fim desse século. Mas claro que isso não é tão certo, afinal em Rio das Ostras, no estado do Rio de Janeiro, as águas chegaram a subir 10 metros em apenas 03 anos, o que deixou muitas pessoas desabrigadas.

É claro que o Aquecimento Global não afeta apenas as chuvas e nível do mar, ela causa muitas secas, criando desertos, destruindo vegetações inteiras e atrapalhando muito a vida dos agricultores. As conseqüências disso são muitas, trás dificuldade na alimentação, desequilíbrio na economia, doenças, etc.

A Organização das Nações Unidas estima que 350.000 pessoas morram anualmente por causa de secas, inundações e outros fatores relacionados ao aquecimento global.

Muitas dessas mudanças na verdade são cíclicas do Planeta, não sendo causada por nossa sociedade. O aumento da atividade solar provoca maior irradiação que ocasiona em um aumento de temperatura em nosso planeta. Isso trás mais furacões, terremotos e outros fenômenos.



As correntes marítimas quentes e frias é que definem as temperaturas da Terra. Com o derretimento das calotas polares e geleiras, que são constituídas de água doce provocam uma diminuição da quantidade de sal da água do mar, alterando o fluxo dessas correntes marítimas o que cria o desequilíbrio da temperatura do Planeta.

Muito se é especulado sobre o Aquecimento Global, sendo até mesmo usado como possível arma política como mostra o Documentário Inglês intitulado de “A Grande Farsa do Aquecimento Global”. Mas por tudo o que já foi colocado neste Blog em textos anteriores, fica visível que o sintoma do aquecimento é apenas mais um item de toda a mudança estrutural que esta passando, não só nosso planeta, mas todo o Sistema Solar.

video

INCLINAÇÃO DO EIXO DA TERRA



Estudos indicam que há 12.500 anos, em apenas cem anos, a atividade do sol subiu 20º centígrados e como o gelo se derreteu, o nível do mar subiu, registrando com isso, o desastre que deixou uma civilização embaixo das águas (Astecas, Maias, Celtas, Polinésios, Persas).

Os calendários de quase todas as culturas começam a contar o que chamaram de novo tempo nesse período 10.500 a.C a 11.500 a.C..

Há 800 milhões de anos, o Pólo Norte ficava no meio do Oceano Pacífico e o Alasca no Equador. Mesmo que a mudança do eixo da Terra venha acontecendo aos poucos, o resultado foi uma mudança drástica no clima e no nível do mar.

Essa inclinação já foi percebida por nossos cientistas que observam curiosamente a movimentação do núcleo terrestre. Abaixo esta um texto que foi escrito pela primeira vez para 'The Sunday Times', comentando sobre o assunto. Ele foi retirado do site
www.ufotvonline.com.br.



Guinada magnética move o Pólo Norte.

Buracos no campo magnético do planeta sugerem que os pólos podem 'trocar' de lugar. Os estudos são do cientista dinamarquês Nils Olsen, do Centro para a Ciência Planetária da Dinamarca, um dos institutos que estudam as evidências de que o núcleo da Terra parece estar passando por incríveis mudanças, a ponto dos pólos se inverterem. Esta possibilidade vem sendo alertada pelo Projeto Portal desde 1999, agora evidenciada pelo instituto dimanarquês a partir de 2003, quando a informação foi publicada pela primeira vez no jornal inglês The Sunday Times. Até agora a grande midia parece ignorar as pesquisas do cientista, porém a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) publicou a matéria no Jornal da Ciência - www.jornaldaciencia.org.br.

O Pólo Norte está de mudança. Cientistas encontraram grandes buracos no campo magnético da Terra, sugerindo que os Pólos Norte e Sul estão se preparando para trocar de posição, numa guinada magnética.

Um período de caos poderia ser iminente, no qual as bússolas não mais apontariam para o Norte, animais migratórios tomariam o rumo errado e satélites seriam queimados pela radiação solar.

Os buracos estão sobre o sul do Atlântico e do Ártico. As mudanças foram divulgadas depois da análise de dados detalhados do satélite dinamarquês Orsted, cujos resultados foram comparados com dados coletados antes por outros satélites.

A velocidade da mudança surpreendeu os cientistas. Nils Olsen, do Centro para a Ciência Planetária da Dinamarca, um dos vários institutos que analisam os dados, afirmou que o núcleo da Terra parece estar passando por mudanças dramáticas.

'Esta poderia ser a situação na qual o geodínamo da Terra opera antes de se reverter', diz o pesquisador. O geodínamo é o processo pelo qual o campo magnético é produzido: por correntes de ferro derretido fluindo em torno de um núcleo sólido. Às vezes, turbilhões gigantes formam-se no metal líquido, com o poder de mudar ou mesmo reverter os campos magnéticos acima deles.

A equipe de Olson acredita que turbilhões se formaram sob o Pólo Norte e o sul do Atlântico. Se eles se tornarem fortes o bastante, poderão reverter todas as outras correntes, levando os pólos Norte e Sul a trocar seus lugares.

Andy Jackson, especialista em geomagnetismo da Universidade de Leeds, Inglaterra, disse que a mudança está atrasada: 'Tais guinadas normalmente acontecem a cada 500 mil anos, mas já se passaram 750 mil desde a última.'

Impacto - A mudança poderia afetar tanto os seres humanos quanto a vida selvagem. A magnetosfera fornece proteção vital contra a radiação solar abrasadora, que de outro modo esterilizaria a Terra.

A magnetosfera é a extensão do campo magnético do planeta no espaço. Ela forma uma espécie de bolha magnética protetora, que protege a Terra das partículas e radiação trazidas pelo 'vento solar'.

O campo magnético provavelmente não desapareceria de uma vez, mas ele poderia enfraquecer enquanto os pólos trocam de posições. A onda de radiação resultante poderia causar câncer, reduzir as colheitas e confundir animais migratórios, das baleias aos pingüins.

Muitas aves e animais marinhos se guiam pelo campo magnético da Terra para viajar de um lugar para outro.

A navegação por bússola se tornaria muito difícil. E os satélites - ferramentas alternativas de navegação e vitais para as redes de comunicação - seriam rapidamente danificados pela radiação. (O Estado de SP e portal da SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - Jonathan Leake para The Sunday Times)

Quando o Pólo Norte vai pro Sul

O assunto parece sensacionalista. Fala-se da inversão da polaridade da Terra. As bússolas apontando para o Pólo Sul. Caos na Terra. Animais migratórios completamente desorientados. Várias outras anomalias são previsíveis como o aumento do buraco de ozônio e a ocorrência da aurora boreal no equador. Seria uma bagunça e tanto.

Para quem ainda não ouviu falar sobre este assunto, é bom saber que tem sido comentado no meio científico há alguns anos. Segundo o The New York Times, o colapso do campo magnético da Terra começou há uns 150 anos quando a intensidade de campo começou a minguar de 10 a 15%.

O debate sobre o assunto surgiu pela aceleração da deterioração do campo magnético. A grande dúvida é se isso faz parte da reversão de polaridade que, segundo estudos, ocorre a cada 500.000 anos. Ninguém sabe porque isso ocorre periodicamente mas parece ser por trocas na direção do fluxo do ferro derretido no núcleo do planeta.

Nenhum de nós vai presenciar a reversão: se for mesmo acontecer, levará 2.000 anos. A última ocorreu há 780.000 anos, quando o Homo erectus fazia artefatos de pedra. A reversão portanto está atrasada mas, ao que tudo indica, em andamento.

Para quem imagina que com o uso do GPS a navegação por bússola não tem mais importância, é bom lembrar que na lista dos prejuízos do declínio da intensidade de campo magnético consta danos aos satélites. A Agência Espacial Européia aprovou um grande projeto para monitorar as andanças do pólo.

Movendo-se entre 10 a 40km por ano, o Norte Magnético está a 966km do Norte Verdadeiro. "Ainda em 2004 o pólo norte vai deixar o território canadense, pela primeira vez desde que a pesquisa começou em 1831", disse Larry Newitt, da Pesquisa Geológica do Canadá (GSC), segundo o Jornal do Brasil. O rumo do pólo norte é a Rússia.

A velocidade da mudança surpreendeu os cientistas. Segundo o The Sunday Times, Nils Olsen, do Centro para a Ciência Planetária da Dinamarca, afirmou que o núcleo da Terra parece estar passando por mudanças dramáticas. "Esta poderia ser a situação na qual o geodínamo da Terra opera antes de se reverter", diz o pesquisador.

O campo magnético provavelmente não desapareceria de uma vez, mas ele poderá enfraquecer enquanto os pólos trocam de posições. A onda de radiação resultante poderia causar câncer e reduzir as colheitas.

A navegação por bússola se tornaria muito difícil. E os satélites do GPS seriam rapidamente danificados pela radiação. (Compilação Danilo Chagas Ribeiro )

O ALINHAMENTO GALÁCTICO DE 2012


No solstício de dezembro/2012 a Terra estará perfeitamente alinhada ao Sol e ao Centro da Via Láctea. Este alinhamento ocorrerá na Constelação de Ophiúchus.

Teremos também o ciclo completo da Precessão dos equinócios do Planeta.

No céu dois grandes alinhamentos formarão uma estrela de oito pontas. Ela representa o alinhamento no espaço e no tempo entre o que há em cima e embaixo.

O movimento de Precessão é um fator muito interessante, ele é o movimento circular do eixo do Planeta que é influenciável por forças externas como a gravidade do Sol.

A rotação da Terra gira levemente inclinada, onde forma um movimento cônico em torno se seu ponto central. Este movimento coloca a Terra em relação à esfera celeste, apontando o eixo norte para estrelas diferentes no transcorrer do tempo, este é reconhecido como precessão dos equinócios, onde o dia e a noite tem a mesma duração.

A precessão do Eixo da Terra tem um ciclo completo de 360º e demora cerca de 26.000 mil anos para se completar. Em outras palavras o que é o Pólo Sul hoje já foi o Norte.

O Planeta Terra não tem uma forma perfeitamente arredondada, mas levemente achatada em seus pólos e mais larga no equador, que possui o diâmetro cerca de 40 km maior que a polar. Esse detalhe faz com que a forças gravitacionais haja com maior intensidade, criando a tendência de achatá-la mais e juntamente endireitar a posição de seu eixo, deixando alinhado com o eixo da eclíptica.

Mas é claro que muitas outras forças influenciam para esta mudança de Pólos, não somente esta ligada por toda a energia emitida do Centro da Galáxia ou com o fato da Transição Planetária. É tudo um conjunto de acontecimentos, um efeito dominó. Tem haver sim com o Pulsar Galáctico que dá a partida para todo o reajuste do Universo em si, alinhando os planetas e estruturando eles energeticamente para uma nova fase, para nós é a Transição que o Sistema Solar esta passando que mais nos foca, pois nele existem comportamentos que afetam diretamente no funcionamento do Eixo da Terra, logo em nossas vidas.

Umas das influencias mais próximas seria a do Sol, que nos últimos anos tem passado por algumas reações um tanto espantosas em suas atividades, sofrendo alterações em suas manchas e aumento nas quantidades de ventos. Esses movimentos todos promovem efeitos no Campo Magnético da Terra que busca se adaptar e alinhar seu eixo magnético com o do Sol, isso pode causar grandes acontecimentos de tamanhos prejudiciais para nossa sociedade.

Imagine só a mudança que poderia ocorrer se a Terra mudasse sua inclinação do eixo em um curto espaço de tempo. Seria a mesma coisa de estarmos andando rapidamente com uma bacia de água nas mãos e repentinamente parássemos. A água iria se espalhar para muitas direções, ocupando espaço que antes não tinha água.

Segundo previsões isto poderia ocorrer até o ano de 2012.

Agora a pergunta, porque essas informações não estão sendo abordadas na mídia geral para conhecimento da população? Se nossa ciência e astronomia já tem dados e observações suficientes para provar?

Bem, isso é até simples de se imaginar. Pensem no pânico que uma noticia destas poderia causar nas pessoas, um descontrole estaria liberado. Milhares de pessoas iriam querem se mudar de cidade imediatamente, causando um desequilíbrio no sistema urbano que muito provavelmente não teriam recursos para receber tantos indivíduos de uma vez. Além de outros detalhes comportamentais que muitos poderiam ter, querendo aproveitar o momento para praticarem aquilo que normalmente não fariam. Seria um desastre, talvez maior, do que manter o silêncio e fingir que nada acontece. As evidências estão ai para quem quiser ver.

ACELERAÇÃO DO TEMPO



A Ressonância Shumann¹ (freqüência) está subindo, o tempo está diminuindo. Isso pode parecer confuso, mas quando o tempo baixa, a aceleração aumenta e vice-versa.

O tempo mantém uma relação inversa com a freqüência atuante. Quando um deles aumenta o outro diminui. Isso explicaria o porquê estarmos sempre sem tempo para fazer tudo o que pretendíamos em um dia.

O movimento de rotação da Terra, que proporciona às 24 horas, se intensificou muito nos nesses últimos anos. Isso significa que o dia atualmente não se tem mais 24 horas. Assim sendo, a sensação de que tudo está passando rápido demais é real, com base no transtorno da Ressonância Schumann.

A Terra está mais acelerada no seu movimento (sentido horário) em torno de si mesma que nos proporciona às tais 24 horas. A redução do tempo está ocorrendo devido a toda à grande aceleração Cósmica que afeta diretamente todo o funcionamento biológico e vibracional do planeta. Nossas partículas e átomos também estão em freqüências maiores, mais acelerados.

Os nossos marcadores de tempo, os relógios mecânicos são formados essencialmente por um balanço regulável e isto tem relação com a velocidade de rotação da Terra. Se a Terra tiver sua velocidade de rotação alterada para mais, a gravidade diminuirá, reduzindo também o peso do referido balanço, acelerando sua marcha. Um exemplo a ser dado é dos relógios que são fabricados, vamos dizer na Suíça, quando estes são trazidos para as regiões próximas ao Equador, eles têm que ser regulados já que a força da gravidade nestas regiões é menor o que altera a marcha dos relógios.


Agora os relógios que são eletrônicos ou atômicos ele são feito de forma a serem sensíveis na alteração. Os eletrônicos possuem um Cristal de Quartzo que pulsa na freqüência exata dando a marcha adequada. Os atômicos têm uma pedra de Césio que emite radioatividade constante que regula e controla a marcha.

Então uma coisa vai compensar a outra. Deste modo, os relógios mecânicos não podem denunciar a alteração da velocidade da Terra, nos dando uma informação que é relativamente correta e absolutamente falsa.

O motivo que faz as pessoas perceberem a mudança de tempo é o descompasso entre o tempo disponível e a velocidade de nossas atividades. Lembrem de sua infância, como o dia era longo, talvez nem precise distanciar tanto, apenas voltem alguns poucos anos atrás e raciocine tudo o que você fazia naquela época e compare com os dias atuais, você consegue fazer nem que seja a metade do que fazia no tempo de sua lembrança?

Essa questão da aceleração do tempo é comentada sempre, preste atenção em quantas pessoas ao seu redor não falam coisas como: nossa como foi que o dia passou?

Atualmente se formos fazer as contas por cima não teremos nem 16 horas diárias, essas 24 horas com as quais estávamos tão acostumados não passa de conto, os relógios podem marcar, mas nós sentimos na pele sua velocidade.


Ressonância Shumann¹- ver texto http://mental-2.blogspot.com/


TRANSIÇÃO PLANETÁRIA


Desde a formação do universo, acontecem os ciclos do pulsar galáctico, ocasionando várias transformações na estrutura geológica e comportamental de todos os planetas.

Essas mudanças começaram a ser mais perceptíveis vinte anos antes da sincronização (1992 – 2012), período em que os Maias chamaram de “O Tempo do Não Tempo”, ou seja, o final de um ciclo e o início de outro, período em que para levar a uma nova etapa de evolução, as mudanças acontecem muito rapidamente.

Os sinais são muitos, no próprio céu podemos verificar essas mudanças. A NASA em 1982 reconheceu (oficialmente), um corpo celeste que está se aproximando do Sistema Solar, cerca de um ano depois foi lançado um Satélite Astronômico Infravermelho (IRAS), que achou aquele enorme corpo celeste que possui 04 vezes o tamanho da Terra, indo em direção a constelação de Órion, parecendo uma lenta e pequena estrela escura. Mas este corpo celeste simplesmente comprime o campo magnético dos planetas ao redor conforme ele vai se aproximando e já perturbou a orbita de Urano, Netuno e Plutão. E novamente este acontecimento é citado por antigas civilizações como os Sumérios que o chamaram de 12° Planeta (Nibiru).

Os Babilônios e Mesopotâmios o nomearam de Marduk. Para os antigos Hebreus é o Globo Alado, devido a sua longa orbita e por fim podemos citar os Gregos, que o chamam de Nêmesis. Popularmente ele também pode ser chamado de Hercóbulos, Planeta x, entre muitos outros nomes.

A órbita deste corpo celeste se aproxima da Terra a cada 3,600 anos. Causando uma enorme influencia magnética, o Sol está empurrando e puxando a Terra de uma forma e este outro corpo que se aproxima está se sobrepondo a esta equilíbrio, já que ele também possui seu campo magnético. Isso causará muitas mudanças em nosso planeta, tendo inúmeras possibilidades, dependendo se haverá a repulsa entre os campos ou atração.



Mas além deste fato, que é apenas mais um dos itens que envolvem todo o cenário da Transição Planetária, se olhar mais para perto, ao nosso redor, repararemos que as mudanças ocorrem em nossa biologia também.

Os comportamentos tem se alterado, muitas pessoas tem trocado o dia pela noite, a duração e necessidade do tempo de sono têm estado um pouco disforme com o que realmente precisamos. Nosso cérebro e todas as células do corpo utilizam sinais eletromagnéticos que se influenciados por campos magnéticos podem causar alguns efeitos, danificando até mesmo a saúde.

Já foi visto que nossa biologia se mantém saudável dentro de certa freqüência, qual mantém o equilíbrio natural da Terra, essa freqüência conhecida como Ressonância Shumann¹ esta sintonizada com o estado Alfa e Teta² do cérebro humano. Segundo pesquisas esta radiação eletromagnética interage com o cérebro coordenando os pulsos elétricos, o que nivela a quantidade das substancias no organismo que regulam o nosso ciclo diurno e noturno (serotonina e melatonina). Além disso, as nossas conexões cerebrais junto com as ondas eletromagnéticas da Terra interagem com todo o universo extrafísico.

Através de várias informações podemos concluir que nós e a Terra somos um único organismo, pois possuímos a mesma natureza bioelétrica, estando envolvidos pelo mesmo campo de ondas que é a Ressonância Shumann.

Pesquisas mostram que as atividades solares e geomagnéticas trazem distúrbios nas funções vitais para os seres que não acompanham esta freqüência.

Outros fatores também influenciam possíveis distúrbios, as pessoas que não conseguirem acompanhar essas mudanças vibracionais que esta ocorrendo devido a Transição Planetária podem não agüentar fisicamente. A biologia precisa junto com a mente se manter acelerada para prosseguir sem problemas, aqueles que não se adequarem podem sofrer de AVC, problemas no coração, tumores ou até mesmo um falecimento súbito, apenas porque não conseguiu manter o seu equilíbrio biológico junto com o Planeta e todas as alterações que estão acompanhando este ciclo.

Além disso, poderemos também sentir essas interferências da Transição em nossos sistemas de comunicação, dando problemas na área de telefonia, transmissão de sinais, ondas de som. Visto que as televisões japonesas sempre colocam em meio a sua programação avisos de falhas devido às atividades solares. Basta observar um pouco mais aquelas informações que passam rapidamente nos jornais ou vistas na internet que perceberemos um pouco do que é afetado em nossa estrutura com todas essas modificações.

Se formos avaliar bem essas transformações, é como se o Planeta inteiro estivesse mudando de Dimensão ou nível energético.


Ressonância Shumann¹- ver texto http://mental-2.blogspot.com/
Alfa e Teta² - ver texto
http://mental-1.blogspot.com/




O PULSAR DA GALÁXIA - O Mistério de 2012

A profecia Maia nos revela que em 2012 a Terra irá passar por rigorosas transformações, e é sobre este assunto que vamos tratar a seguir.

O Universo assim como a Terra, é um enorme organismo vivo e como todos os organismos vivos, pulsa constantemente, como um coração. Esta é uma ótica que vem sendo explorada nos últimos anos para um melhor entendimento do meio em que habitamos e dependemos.

A cada 5.125 anos, um pulsar (Raio Sincronizador) é lançado do Centro da Galáxia, parte para Alcione e dali para todos os sistemas que o cercam, fazendo com que os núcleos de todos os sóis emitam reações energéticas causando transformações em todos os planetas, demais sóis e seres vivos do universo, reordenando todas as suas energias, aumentando sua vibração, harmonizando a todos e a tudo o que existe nas diversas dimensões, conduzindo a uma maior evolução.

Este Raio Sincronizador surge de forma a estabelecer um equilíbrio e sincronia com o organismo Universal.

Num giro completo, nosso sistema Solar passa por cinco ciclos de 5.125 anos:

  • 1º ciclo – Manhã Galáctica – momento em que o Sistema Solar entra na luz, sendo o início de uma nova civilização. A noite dá lugar ao amanhecer (Era Dourada).

  • 2º ciclo – Meio dia Galáctico – é o período em que o Sistema Solar recebe maior luz. Momento em que a influência do Centro da Galáxia é muito forte - (desenvolvimento da nova civilização).

  • 3º ciclo – Tarde Galáctica – momento em que a luminosidade começa a diminuir e o Sistema Solar começa a se afastar do Centro da Galáxia.

  • 4º ciclo – Entardecer Galáctico – momento em que o Sistema Solar está mais distante do Centro da Galáxia.

  • 5º ciclo – Noite Galáctica – é o final de uma civilização, ciclo que estará se encerrando em 2012.
Ao final do 5º ciclo surge uma nova oportunidade de desenvolvimento e compreensão do universo em si, pois a estrutura formada até o momento desaparece e nasce uma nova civilização com outra consciência, sem guerras, nem doenças e nem fome.



Esses ciclos são comuns e necessários para toda a estrutura se manter e dar prosseguimento ao desenvolvimento necessário das raças que se espalham por todos os pontos do cosmo. Não é algo que possamos impedir ou ignorar, pois existem muitas evidências deste acontecimento, não somente como informações de antigas civilizações, como os próprios Maias detalharam em suas pirâmides, mas sinais reais que podem ser vistos e analisados pela ciência, mostrando que alguma coisa realmente está ocorrendo.

A própria NASA em 1997, detectou que do centro da galáxia estava sendo emitidas imensas quantidades de energia para todo o universo, e com isso o campo eletromagnético da Terra se moveu e diminuiu sua potência. Como conseqüência desses raios energéticos, vários satélites chegaram a explodir, um desses satélites foi o Bepper.



Este raio foi e está sendo pesquisado até hoje, em uma destas pesquisas realizada pela Universidade da Califórnia, Kevin Huley verificou que a energia produzida em dois centésimos de segundo deste raio teria sido superior à energia gerada pelo Sol em 250 mil anos.

Em 2004, outro flash de luz foi detectado, segundo os cientistas é de fonte ainda desconhecida e o pulsar da luz equivale a uma velocidade de 30.000 km/segundo. Ou seja, está ai para quem quiser ver, mas a nossa ciência ainda não sabe ao certo do que se trata.